25 de dez de 2011

Feliz Natal!

Agora vem cá, Papai Noel existe? Mercadologicamente sim. E além do mais, se alguma coisa existe no imaginário coletivo das pessoas podemos dizer que isso existe (psicologia barata). Mas Noel é uma entidade intangível, criada por outra entidade intangível.


Tudo começou quando São Nicolau começou a ajudar  anonimamente, quem estivesse em dificuldades financeiras. Colocava o saco com moedas de ouro a ser ofertado na chaminé das casas. Foi declarado santo depois que muitos milagres lhe foram atribuídos. Sua transformação em símbolo natalino aconteceu na Alemanha e daí correu o mundo inteiro. Porém nessa época, a brincadeira de papai noel ainda era uma coisa inocente, primeiro que não existiam industrias naquela época, então os presentes eram todos artesanais, e feitos pelos próprios pais muitas vezes para presentear os filhos. Naquela época papai noel não tinha nada a ver com consumismo.







Antigamente o Papai Noel tinha uma roupagem bem mais nórdica, ele usava uma roupa de lenhador verde, com detalhes em branco e  as vezes fumando um cachimbo.  Até que um dia, um publicitário (primo de profissão) viu uma caricatura de um papai noel, que vestia as mesmas roupas de sua empresa, então ele pensou:
"As crianças adoram esse bom velhinho, e adoram coca-cola, porque não transformar o Papai Noel em um garoto propaganda"? (esse diálogo foi modificado, para dar uma entonação cômica, mas as informações históricas são verídicas).


E foi assim que a imagem de papai noel como nós conhecemos foi espalhada pelo mundo. E cada vez mais a figura do bom velhinho, foi associada a compra e venda de presentes, e não a caridade como sugeria São Nicolau.






O Papai Noel tem seus prós e contras, ele une as pessoas no Natal, mesmo as que não são cristãs, muitos japoneses budistas, tem trocado presentes no Natal graças a papai Noel. E muitos ateus americanos também. Mas por outro lado, muitos jovens e crianças tem esquecido que no Natal se comemora o nascimento do menino Jesus. Mesmo que antes já existisse Natal em homenagem ao Deus Sol em algumas culturas.


Eu mesmo sendo uma pessoa ecumênica, (leio revistas de seicho-no-ie, canto mantras indianos, vou em centros espiritas e faço promessa pra Santo Antonio) eu acho que as pessoas deviam lembrar mais de Jesus no Natal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário